Cursos Técnicos do Senac com Contratação no Final do Curso

Camila Ribeiro

15 de abril de 2024

Você conhece os cursos técnicos do Senac com contratação no final do curso? Se você está finalizando seus estudos, mas ainda não encontrou uma vaga de emprego, esta pode ser a oportunidade certa! Confira mais abaixo.

Homem e mulher lendo edital de cursos técnicos do Senac
Fonte: Reprodução | Freepik

O que são cursos técnicos do Senac com contratação no final do curso?

Os cursos técnicos do Senac com contratação no final do curso são modalidades de estudo normal, como qualquer ensino oferecido pela instituição aos seus estudantes matriculados.

No entanto, o diferencial está no momento da contratação. Assim, ao invés de esperar até o final do curso para enviar currículos já com o diploma em mãos, é possível ser contratado ainda durante o curso.

Portanto, a condição para ser contratado é estar matriculado em um dos cursos técnicos oferecidos pelo Senac. Assim sendo, ao final do cursos, as empresas filiadas já podem contratar os alunos.

grupo de estudantes lendo pelo notebook e celular
Fonte: Reprodução | Freepik

O Senac oferece um programa para empresas filiadas, ou seja, empresas que procuram profissionais qualificados se filiam ao programa justamente para contratar os alunos que já estão em fase de finalização do curso.

E, para isso, também podem oferecer bolsas e outros benefícios aos estudantes. O requisito, assim, é que o estudante esteja matriculado em um curso de formação técnica.

O Senac possui uma variedade de cursos técnicos, em várias áreas e que podem fazer com que você seja contratado rapidamente. Portanto, confira quais são os requisitos do programa e como é possível ser contratado.

Oportunidades

Conheça todas as oportunidades de cursos do ano!

Várias áreas, Cursos e Inscrição.

Acesar
Você permanecerá no site atual

Quais são os requisitos para contratação ainda estudando no Senac?

Para ser contratado, o primeiro passo é cumprir todos os requisitos normais e padrões que qualquer estudante precisa cumprir, tanto para se matricular no curso, quanto para conseguir o diploma:

  1. Idade Mínima: varia de acordo com o curso, mas na grande maioria dos casos é 18 anos;
  2. Nível de escolaridade: ensino médio concluído;
  3. Processo seletivo: o aluno precisa alcançar nota suficiente para a aprovação;
  4. Aprovação nas matérias: uma vez aprovado para o curso, é importante manter um bom histórico escolar, com boas notas e não reprovações nas matérias;
  5. Pré-requisitos: e, por fim, em alguns casos as empresas também podem solicitar alguns requisitos para contratação, como idade, experiência e nota.
Cursos Técnicos do Senac com Contratação no Final do Curso
Fonte: Reprodução | Freepik

Quais são os melhores cursos técnicos do Senac para contratação?

Atualmente, todos os estudantes de cursos técnicos possuem chances de localizar uma vaga no mercado de trabalho para os estudantes. No entanto, com as movimentações do mercado de trabalho, alguns cursos são mais visados do que outros:

  1. TI – Curso Técnico de Informática;
  2. Curso técnico em Administração;
  3. Curso Técnico em Contabilidade;
  4. Técnico de Enfermagem;
  5. Curso Técnico de Segurança do Trabalho;
  6. Técnico em Logística.

Assim sendo, a razão pelo elevado número de contratação está na possibilidade dos profissionais das áreas acima atuarem em vários segmentos diferentes. Ou seja, mais áreas de atuação podem aumentar as chances de contratação.

Quanto ganha um técnico formado pelo Senac?

Os salários são variáveis dos alunos do Senac, uma vez que estão condicionados a vários fatores importantes, como localidade, tempo de empresa, experiência no ramo e outros fatores.

Cursos Técnicos do Senac com Contratação no Final do Curso
Fonte: Reprodução | Freepik

No entanto, de acordo com o Indeed, a média salarial dos profissionais de cursos técnicos formados pelo Senac é de R$ 5.020,00. Mas, os valores podem ser mais altos e podem chegar até R$ 20 mil ou mais.

Assim sendo, tudo depende da empresa e dos fatores que poderão elevar seus salário. Além disso, para os profissionais que pretender atuar de forma autônoma, não há teto salarial.

MAIS LIDAS

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Camila Ribeiro
Escrito por

Camila Ribeiro

Formada em Comunicação Social, Camila Ribeiro é especialista em assuntos relacionados à educação e escreve para sites desde 2016. Além de estar sempre em busca de novidades que possam beneficiar e auxiliar os estudantes brasileiros.